Filtre por categoria

Baixa autoestima nos relacionamentos, como acontece? 7 maneiras de acabar de vez com essa situação.

Olá queridos, em nosso artigo de hoje falaremos sobre baixa autoestima, para que todos tenham uma melhor compreensão do assunto, irei começar explicando rapidamente o que é “autoestima”, você sabe o que é? muito diferente do que ser “egocêntrico” ou “narcisista”, ter uma boa autoestima nada mais é do que saber qual o seu valor no mundo, reconhecer suas qualidades, emoções, crenças, valores pessoais, comportamento e principalmente assumir sua INDIVIDUALIDADE, ou seja é fazer uma auto avaliação correta e colocar o foco em si e não o outro. Se para ter autoestima precisamos conhecer nossas qualidades e defeitos, porque então temos sentimentos de inferioridades, fazemos comparações com outras pessoas e sofremos pelas críticas de terceiros? porque queremos aceitação e reconhecimento, porque o outro é o foco da nossa vida, porque deixamos de conhecer nosso interior por estarmos com a atenção voltada ao exterior e principalmente porque não aceitamos que somos DIFERENTES, sabe por que temos esses pensamentos e comportamentos disfuncionais? a sociedade ocidental prega a competição como maneira de demonstrar superioridade, a beleza como sinônimo de poder e o dinheiro como meta de vida, ficamos eternamente reféns do pensamento coletivo que para sermos felizes temos que ter o corpo x, o carro y, morar em tal lugar, baseamos as qualidades dos nossos relacionamento em coisas materiais e não somos educados a buscar o autoconhecimento, aliás são raras as pessoas que se conhecem e aquelas que se conhecem muitas não se aceitam.

Vivemos eternamente o ciclo “Rivotril” e “prozac” com nosso interior sendo deteriorado, nossa autoestima desaparece, ou melhor vai passear na Terra no Nunca para quem sabe encontrar com a Sininho; vivemos uma ilusão do que é ser feliz e passamos a aceitar uma realidade de vida totalmente distorcida, como se morássemos na Disneyland, passamos a acreditar que somos aquilo que não somos, a ter o que não queremos e ainda lutamos e brigamos por coisas inúteis ao nosso aperfeiçoamento interior, como teremos realmente autoestima dessa maneira? e ainda confundimos autoestima com ser narcísico e egocêntrico, meu Deus quanta ignorância de nossa parte, e me coloco aqui no bolo Disneyland gente, também sofro desse mal coletivo, não é um mérito exclusivamente de vocês.

A baixa autoestima nos relacionamentos e em tudo na vida acontece por não enxergarmos nosso real valor e colocarmos padrões em nossas vidas que não são reais e que muitas vezes nem queremos, obviamente teremos pensamentos contraditórios, sentiremos que somos inferiores e se uma tragédia acontecer e engordarmos então, dai que a autoestima vai passear em Marte, Disney ficará muito perto,  vai que a autoestima queira voltar e adentrar neste corpo “adiposo”!!! enfim vamos falar sério? se estudarmos um pouco sobre as civilizações orientais, ou mesmo se dedicarmos um tempo para lermos sobre como adquirir autoconhecimento, perceberemos que somos aquilo que “acreditamos” ser. O Taoísmo prega que vivemos a realidade que projetamos, Buda ensinava que “ Se sua compaixão não incluir a si mesmo ela é incompleta”, Paulo na carta aos Romanos diz “ Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado…” e Sócrates em uma de suas máximas disse “ conhece-te a ti mesmo” todos esses mestres ensinavam que a base para qualquer transformação duradoura começa pelo interior, quando a sua autoestima depender do outro ela não é SUA, quando você precisa de elogios para se sentir confortável qualquer ação externa poderá impactar seu interior, se você se identifica com o êxito, terá êxito, se acredita ser um fracasso, terá fracasso e se sua realidade for querer ser o outro, você não irá se identificar com quem você é. O que isso quer dizer? que as circunstâncias em que vivemos são simplesmente manifestações externas do nosso conteúdo interno, quer mudar seus relacionamentos? comece se conhecendo, amando, respeitando, perceba seus valores e aceite as diferenças, não entregue sua felicidade ao outro pois ser feliz é sua responsabilidade, tenha compaixão por você antes de tentar ter por alguém, não coloque no outro o peso de suportar as inseguranças que são suas e acima disso tudo seja quem você nasceu para ser, nada pior que acordar e sentir-se incompleto, passar anos buscando a aceitação dos outros e ferir-se quando não se é correspondido.

Quando colocamos muita expectativa em algo ou alguém achando que seremos felizes e teremos plenitude na vida, o passo seguinte e mais certo que irá acontecer é sem dúvida a decepção e a frustração, ao perceber que a felicidade está em aceitar-se e conhecer seu valores, você perceberá que o externo não irá mais interferir em seu estado emocional e mental pois a sua segurança estará em você. Podemos com atitudes simples melhorar nosso autoconhecimento e com isso mudar nossa autoestima, comece exercitando diariamente essas atitudes e você irá fazer grandes transformações internas.

  1. Não se compare aos outros: Cada ser humano é individual, o que serve para um pode não servir para o outro, comparação gera frustração
  2. Busque qualidades em você: O que você faz muito bem? Quais seus principais pontos fortes? Ao fazer essas perguntas você começará a enxergar como você é especial e isso fará toda a diferença.
  3. Tire um tempo do seu dia para seu cuidado pessoal: Faça alguma atividade que te dê prazer, esse será SEU tempo. Qual hobby você sempre quis ter e nunca conseguiu? Qual livro você quer ler e não consegue? está na hora de investir um tempo em você.
  4. Seja grato: Sabe aquele ditado “gratidão é a arte de atrair coisas boas”, é verdade, termine seu dia agradecendo por 1 coisa em especial que aconteceu durante o dia, pode ser qualquer coisa, você verá que algo extraordinário acontece em sua vida todos os dias.
  5. Elogie quem convive com você: Tenha o hábito de falar coisas boas, elogiar algo de bom que as pessoas fazem ou possuem é uma maneira saudável de criarmos boas energias. Você não fica feliz quando alguém reconhece suas qualidades? reconheça as qualidades das pessoas que te servem e cercam.
  6. Viva no presente: Entenda que o passado não pode ser alterado e o futuro é uma incógnita, o único momento em que podemos ter alguma ação é o AGORA. Ficar remoendo o que passou, as oportunidades perdidas, os relacionamentos que não deram certo ou focando no futuro é deixar de estar presente no AGORA, quando percebemos deixamos de vivenciar momentos maravilhosos porque ficamos remoendo o passado ou projetando o futuro.
  7. Escolha suas companhias: Elimine de sua convivência pessoas que te colocam para baixo, sejam críticos fervorosos de tudo e que só sabem reclamar da vida, essas pessoas além de sugar sua energia jogam as suas frustrações nos outros, suas ações são reflexos do seu interior. Quem precisa fazer críticas para se sentir “bem” ou “superior” possui um interior deteriorado e pobre de conhecimento, não sirva de lata de lixo para a sujeira de ninguém, percebeu que a pessoa vai começar a falar mal de alguém ou de você, se retire com educação, quem fala dos outros para você certamente fala de você para os outros.

Essas pequenas mudanças de pensamentos e comportamentos farão ao longo do tempo grandes transformações, toda mudança no começo requer maior esforço, insista e você perceberá que ao passar do tempo essas ações ocorreram naturalmente. A melhor hora para iniciarmos qualquer mudança é o AGORA. Eu acredito em você, e você?

Beijos queridos e até semana que vem, deixem nos comentários temas que sejam importantes para vocês.

Dra. Camilla Meizler

Sobre

A Diet Coach surgiu em primeiro lugar porque sou apaixonada pela minha profissão, como Nutricionista desde 2009 tenho verdadeira paixão pela ciência da nutrição, realizo-me em cada atendimento e durante esses anos pude constatar que a necessidade de meus clientes em obter os resultados planejados nem sempre ocorriam de maneira consciente, sustentável e duradoura.

Redes Sociais

Acompanhe nossos canais para ter acesso a outras dicas sobre alimentação, saúde, bem-estar e receitas práticas
Rolar para cima
Open chat
Fale direto comigo pelo Whatsapp